Santuário Nossa Senhora da Piedade

Santuário

Nossa Senhora da Piedade

Arquidiocese de Sant'Anna de Botucatu - Lençóis Paulista SP

Resumo do Conselho Arquidiocesano de Missão e Pastoral (CAMP)

Resumo do Conselho Arquidiocesano de Missão e Pastoral (CAMP)

Realizou-se, no dia 03 de maio de 2018, sobre a presidência de Dom Maurício Grotto de Camargo, Arcebispo Metropolitano, mais uma reunião do CAMP, das 09h às 12h, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Botucatu, SP. Assuntos tratados:

1- REGIÕES PASTORAIS. RELATÓRIO DOS PADRES COORDENADORES. As reuniões com os Padres e com os Coordenadores Regionais Leigos estão acontecendo, segundo o esquema estabelecido: num primeiro momento um assunto de reflexão, e depois, os assuntos pastorais da RP. A participação tem sido boa, tanto dos Padres como dos Coordenadores Regionais Leigos.

3- BANCO DE DADOS –  Uma ferramenta a serviço da Pastoral, sob a coordenação da Solange Aguiar, Secretária doCAMPA/CAMP, com a ajuda de sua Equipe: RP1 – Botucatu – Lidiane Reis ( Sagrada Família)- 14-99724 1760;  RP2  – Avaré – Felipe Ortega ( Nossa Senhora das Dores)- 14-99635 1432;  RP3– Laranjal – Victor Bertola ( São João Batista) – 15-99647 8855RP4 –  Lençóis – Natália Aram – ( Nossa Senhora da Piedade) 14-99633 5464. O Banco de Dados já se encontra à disposição na página da Arquidiocese, mas ainda vazio. Aos poucos ele será alimentado e constantemente atualizado.  

4- COMISSÃO ARQUIDIOCESANA DE FORMAÇÃO – CAF. Constituída e já aprovada pelo Arcebispo. Coordenador: Pe. José Hergesse. Outros membros: Diác. Marcos Tozadore (RP1), Pe. Nelson Maria Brechó (RP1), Terezinha Montovani (RP2),  Diác. Atílio Luiz Albiero(RP3) e Solange Capelari (RP4).

 No momento, a 1ª tarefa da CAF é a organização do Projeto Arquidiocesano de Formação dos Discípulos Missionários, a partir das Diretrizes Arquidiocesanas de Missão e Pastoral – DAMP

 Depois, outras atividades serão assumidas, sempre na linha de formação geral, ou seja, para toda a Arquidiocese.

PROJETO ARQUIDIOCESANO DE FORMAÇÃO DOS DISCÍPULOS MISSIONÁRIOS

Preparar os Subsídios (nos meses de abril e maio) :  1- O Anúncio – Solange Capelari – Piedade – Lençóis Pta./ 2- A conversão – Pe. Nelson Maria Brechó  / 3- O Discipulado – Diác. Marco Tozadore / 4– A comunhão – Terezinha Mantovani, Avaré     / 5– A Missão – Diác. Atíllio Luiz Albiero – Conchas, SP.

– Aplicação dos conteúdos às Equipes  Regionais ( com 10 pessoas por RP) pelos próprios autores:  02/06 / 09/06 /16/06 / 23/06 e 30/06 no CP Azul, em Botucatu, das 08:30h às 12h. Os Padres Coordenadores das RPs são os responsáveis em encontrar nas Paróquias da RP, essas 10 pessoas para os 5 sábados de capacitação.

 – Julho de 2018A Equipe Arquidiocesana organiza, juntamente com as Equipes Regionais , o esquema dos Encontros de Formação, com as dinâmicas para a aplicação do conteúdo.

 – De agosto a novembro: As Equipes Regionais aplicam  os Encontros de Formação às Equipes Paroquiais ( Cada Paróquia uma Equipe de 10 pessoas)

– A partir de fevereiro de 2019: A Equipe Paroquial inicia a aplicação dos Encontros de Formação  na Paróquia, com grupos de mais ou menos 30 pessoas, por vez.

– Desses Encontros de Formação devem participar todos os Agentes de Pastorais, Movimentos, Associações e Organismos eclesiais presentes na Paróquia. Os Encontros de Formação são abertos também a outras pessoas que quiserem participar. 

 – Esse trabalho permanece enquanto a Paróquia tiver paroquianos interessados  ou disponíveis  em participar dos Encontros de Formação.

–  As Equipes constituídas na Regiões Pastorais e nas Paróquias permanecem organizadas para outros projetos formativos encabeçados pela Comissão Arquidiocesana de Formação – CAF.

5- COMISSÕES E ASSESSORES ARQUIDIOCESANOS. Com a aprovação do Arcebispo, em vez de Comissões Pastorais e Presidentes de Comissões,  passamos a fazer uso da seguinte terminologia em nossas atividades pastorais:

  • Setor Família: Pastoral Familiar, Associação Arquidiocesana das Famílias e RCC.

Referencial: Diácono Marcos e Hermínia Tozadore

 

  • Setor Vocações: Vocacional, Diáconos Permanentes, Presbiteral e CRB

Referencial: Pe. Áthila José Tintino

 

  • Setor Ministérios Extraordinários: Palavra, Comunhão Eucarística e Exéquias

Referencial: Pe. Ademar Domingos Roma

 

  • Setor Catequese: Catecumenato, Batismo, 1ª Eucaristia, Perseverança, Crisma, Catequese de Adultos e Dízimo

Referencial:  Pe. Adauto José Martins

 

  • Setor Juventude

Referencial: Diác. Rafael Antônio Paixão

 

  • Setor Liturgia: Liturgia, Canto Litúrgico, Coroinhas e Acólitos

Referencial: Pe. Edélcio Augusto Soares

 

  • Setor Movimentos e Associações: Apostolado da Oração, RCC, Focolarinos, Oficina de Oração e Vida, Legião de Maria, ECC, Cursilho, TLC, Equipes de Nossa Senhora, Ecumenismo, Diálogo Inter-religioso, Pontifícia Obras Missionárias, Irmãos do Santíssimo, Novena de Natal, Terço dos Homens, Capelinhas.

Referencial: Pe. Lúcio Bento de Souza

 

  • Setor Pastorais Sociais: Cáritas, Criança, Pessoa Idosa, Menor, Sobriedade, Ecologia, Fé e Política, Saúde, Carcerária, Vicentinos e Educação, Campanha da Fraternidade.

Referencial: Pe. José Francisco Antunes

 

  • Setor Comunicação: Comunicação

Referencial: Pe. Paulo Bronzato da Silva

 

  • Conselho Arquidiocesano de Leigos

 

OBS –  Cada Pastoral, Movimento, Associação e

Organismo Eclesial terá os seus  respectivos

Coordenadores Paroquiais, Regionais e  Arquidiocesanos.

 

– Cada Pastoral, Movimento, Associação e Organismos Eclesiais  se organiza de acordo com o seu objetivo, espiritualidade e metodologia de trabalho, seguindo as orientações e, se possível,   participando  dos níveis: Sub-Regional, Estadual e Nacional, como  verdadeiros protagonistas Leigos de sua Missão e de suas atividades pastorais decorrentes   do Batismo. Ou seja, não é necessário que a Pastoral, Movimento, Associação ou Organismo Eclesial tenha um Assessor Arquidiocesano.

                   – A presença do Assessor Arquidiocesano, por isso

                   mesmo,  é opcional. A não Ser que se trate de uma

exigência dos Estatutos. E nesse caso, com a

aprovação do Arcebispo.

 

         – No caso de dúvida ou necessidade de mediação em

         situação de  conflito ou outra dificuldade decorrente,

podem  procurar pelo  Referencial do respectivo

Setor Pastoral.

6-  MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DAS EXÉQUIAS – Sob a orientação do Diácono  Bruno Francisco Gonçalves de Oliveira. Objetivo: realizar levantamento sobre a atual situação dos MEE nas Paróquias, estabelecer o perfil dos MEEs, elaborar o conteúdo e a dinâmica da formação, organizar a investidura e estabelecer os critérios para o acompanhamento.

 7-NOVENA DE NATAL –  Sob a orientação do Diác. Edenilson Aparecido Neves. Objetivo: valorizar os Agentes, incentivar e dinamizar a Novena de Natal nas Paróquias como momento privilegiado de Evangelização ou Pastoral Missionária.

8- PASTORAL FÉ E POLÍTICA X DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA. A Pastoral Fé e Política está assumindo como uma de suas primeiras atividades o estudo e a divulgação da Doutrina Social da Igreja. Desse modo, não será é necessária a formação de uma Equipe específica para essa função.

9- ENCERRAMENTO DO ANO DO LAICATODia 15 de novembro de 2018, no Auditório do La Salle, das 08:30h às 12:30h, com  20 Representantes (membros do CMPP e CAP) por Paróquia.

11- ORIENTAÇÕES PARA OS COORDENADORES PAROQUIAIS. Como uma das 9 Iniciativas Pastorais que estão sendo implantadas na Arquidiocese, está sendo organizado o trabalho de orientação aos Coordenadores Paroquiais a partir de 3 temas:  1- Como preparar, conduzir e encaminhar os resultados de uma reunião?  2- Como planejar as atividades pastorais: o quê será feito? Quando? Onde? Como? Quais os recursos humanos e financeiros? Como acompanhar e avaliar as metas estabelecidas?; 3- As características ou o perfil de um coordenador (a)?

– Nesse trabalho estamos contando com a Assessoria da Sra. Silvania Giandoni (Assistente Social – RH da CAIO) , com uma programação a partir de palestras realizadas em alguns  sábados, das  14h às 17h, no Centro de Pastoral, em Botucatu, com um tema por vez, capacitando algumas  pessoas das RPs que, por sua vez, serão as  multiplicadoras dessas orientações em todas as das Paróquias das  RPs. O inicio das atividades está previsto para fevereiro de 2019.

12- CENTRO ARQUIDIOCESANO DE PASTORAL. Será apresentada na próxima reunião do Colégio de Consultores, dia 24 de maio, a proposta de criação do Centro Arquidiocesano de Pastoral, com sede no espaço debaixo da Secretaria Municipal de Educação. A Cúria Arquidiocesana sob a coordenação do Ecônomo Arquidiocesano cuida do Patrimônio ( Imóveis, Aluguéis, Santo Inácio e Espaço Dom Zioni), Contabilidade e Arquivo.

Centro Arquidiocesano de Pastoral, sob a coordenação do Coordenador Arquidiocesano de Pastoral, com um funcionário remunerado, cuida,  entre outros:  Fornecer orientações pastorais sobre o Diretório dos Sacramentos,  Diretrizes Arquidiocesanas, Declaração de Nulidade Matrimonial, telefones e outros dados das Paróquias e Pastorais; cuidar do Guia Informativo Arquidiocesano, elaborar o Calendário Arquidiocesano de Pastoral, alimentar e atualizar o Banco de Dados da Arquidiocese, Assessorar as (os) Secretárias Paroquiais nas questões pastorais, distribuição de material às Paróquias, administrar o uso das Salas do Centro de Pastoral ( Azul e Marrom), coordenar as atividades do sistema de Teleconferência  e cuidar da Conta Pastorais, assinada pelo Ecônomo Arquidiocesano e pelo Coordenador Arquidiocesano de Pastoral, com prestação mensal das entradas e saídas, à contabilidade da Cúria Arquidiocesana.

Rezemos pelo Arcebispo! E rezemos também uns pelos outros! Que Deus nos ajude e Senhora Santana nos proteja!

Sempre agradecido!

Pe. José Hergesse – Coordenador Arquidiocesano de Pastoral

Fonte: http://arquidiocesebotucatu.org.br/resumo-do-conselho-arquidiocesano-de-missao-e-pastoral-camp.html

Deixe um comentário