Santuário
Nossa Senhora da Piedade


Arquidiocese de Sant'Ana de Botucatu  Lençóis Paulista SP
A ARQUIDIOCESE SANT'ANA DE BOTUCATU

A Diocese de Botucatu foi criada no dia 07 de junho de 1908 pela Bula “Diocesium nimiam amplitudinem”, do Papa São Pio X, desmembrada da então Diocese de São Paulo, que nessa ocasião passa a ser Arquidiocese, tendo como Dioceses sufragâneas: Botucatu, Campinas, Ribeirão Preto, São Carlos do Pinhal e Taubaté.

A Diocese de Botucatu abrangia a metade longitudinal da Estado de São Paulo (Tietê-Paranapanema; Rio Paraná e Oceano Atlântico). A outra metade do Estado era dividida entre as quatro Dioceses, sendo que a capital ficou como sede de uma nova Província Eclesiástica.

Criada a Diocese de Botucatu, foi nomeado o seu primeiro Bispo, D. Lúcio Antunes de Souza, oriundo de Minas, que tomou posse da nova Diocese em 20 de fevereiro de 1909.

Com o passar dos anos, essas novas Dioceses foram sendo desmembradas em muitas outras, de modo que, em 19 de abril de 1958, pela Bula “Sacrorum Antistitum”, do Papa Pio XII, a Diocese de Botucatu foi elevada a Arquidiocese e Sede Metropolitana, sendo instalada no ano seguinte, a 12 de abril de 1959, tendo como seu primeiro Arcebispo, Dom Frei Henrique Golland Trindade. Além de Botucatu, foram também elevadas a Arquidiocese, as Dioceses de Campinas, Ribeirão Preto e Aparecida.

De Botucatu, como Diocese criada em 1908, originaram-se, por desdobramento, as Dioceses de Sorocaba, Lins e Assis e de Botucatu com Arquidiocese, as Dioceses de Bauru, Itapeva e Ourinhos. Hoje, a Arquidiocese de Botucatu possui 42 Paróquias e está dividida em quatro Regiões Pastorais (RPs): Botucatu (RP1); Avaré (RP2); Laranjal Paulista (RP3) e Lençóis Paulista (RP4).

A Região Pastoral de Botucatu é composta das seguintes Paróquias: Paróquia Sant’Ana (Catedral), Paróquia São Benedito, Paróquia Sagrado Coração de Jesus, Paróquia Nossa Senhora Menina, Paróquia Menino Deus, Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus, Paróquia São Pio X, Paróquia Santo Antônio de Rubião Júnior, Paróquia Nossa Senhora Aparecida, Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima, Paróquia Divino Espírito Santo (em Pardinho), Paróquia São João Batista (em Itatinga).

A história da Catedral de Sant’Ana está intimamente ligada à história de Botucatu.

Conforme documentos pesquisados na Prefeitura Municipal de Botucatu, consta que:

Artigo 1º Parágrafo I - Dia 23 de Dezembro de 1843 - Doação de terras para a criação do Patrimônio da Freguesia de Sant’Anna de Botucatu, pelo Capitão José Gomes Pinheiro Vellozo, considerada, para efeitos históricos, a data da Fundação de Botucatu;

Parágrafo II - Dia 19 de fevereiro de 1846 - Criação da Freguesia do Distrito do Cimo da Serra de Botucatu;

Parágrafo III - Dia 14 de abril de 1855 - Elevação da freguesia à categoria de vila e emancipação político-administrativa;

Parágrafo IV - Dia 20 de abril de 1866 - Criação da Comarca de Botucatu;

Parágrafo V - Dia 16 de março de 1876 - Elevação da vila à categoria de cidade.

Sob a proteção de Sant’Ana a vila se fez cidade, cresceu e se tornou Diocese em 07/06/1908 e Arquidiocese em 11/04/1959.

Sant’Ana teve, em Botucatu, três templos a ela dedicados:

1. No pequeno povoado, na confluência das Av. Floriano Peixoto e Petrarca Bachi, atualmente Praça Coronel Moura (Paratodos), nasceu a “cappella”, que depois foi transformada em primeira matriz. Ao pé primeira matriz, nasceu a cidade.
2. A nova matriz, nos altos da cidade, atualmente Praça Rubião Júnior, sagrada em 25/12/1892, chamada de “Catedral Velha”.
3. A “Nova Catedral” nasceu próxima à velha, na mesma praça, tendo sido inaugurada em 08/12/1943.

A Pedra Fundamental da construção do atual templo foi lançada em 08/12/1927 pelo então 2º bispo da Diocese, D. Carlos Duarte da Costa.

Depois de inúmeras dificuldades e do envolvimento da comunidade em campanhas, festas, quermesses, chás beneficentes e doações constantes para o término da obra, aconteceu a solene inauguração da Catedral (embora ainda não totalmente concluída) sob o bispado de D. Frei Luiz Maria de Sant’Ana em 08/12/43. Em 1945 concluem-se as obras da cripta; em 1956 intensifica-se a campanha para a construção das escadarias e em 01/04 do mesmoano há a Sagração solene dos sinos; em 1959, D. Henrique inicia a reforma da catedral, cuja Sagração se deu a 30/08/64, presidida pelo Núncio Apostólico D. Sebastião Baggio; em 27/11/1965 foi elevada à categoria de Basílica Menor de Sant’Ana, pelo Papa Paulo VI, sendo a primeira do Brasil, como Basílica, dedicada a Sant’Ana.

Recentemente a Catedral passou por novas reformas e hoje, com a participação da comunidade (de maneira especial na devolução do Dízimo), realizam-se trabalhos de manutenção do templo e de formação espiritual para a reforma integral do homem.

Dia 26 de julho é o dia de Sant’Ana, festejado pela Igreja Católica no mundo inteiro.

Para Botucatu, esse dia é mais do que comemoração religiosa: Sant’Ana é parte de sua História onde é lembrado um passado de glórias e se revive suas origens de vila e idade.
Paróquia-Santuário
Nossa Senhora da Piedade
Lençóis Paulista SP
14-3263.0130
piedade@lpnet.com.br